quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Passado, Presente e Futuro

Bom dia,

Aqui fica o meu testemunho e minha história de luta contra os kilos.

Nunca fui uma criança gorda, fui uma criança "normal", para comer era um castigo chegava a ficar sentada à mesa 3 horas, este facto valeu-me a minha primeira alcunha "galinha" porque eu não comia, penicava!
A minha adolescência foi normal também, nunca fui magra, nem gorda, sempre normal, também não ligava muito a isso.

O meu problema de peso começou quando casei, a pouco e pouco fui aumentando de peso até chegar aos 68 Kgs depois de ter o meu rebento, ora tendo em conta que meço 1,55 m, digamos que estava bem acima do peso.
Comecei a não me sentir bem com o meu corpo, o meu marido que é um “amigo” e peras só dizia “Estás Gorda”, isto porque os espelhos onde ele se vê, são mágicos e ele não vê a gordura que ele próprio tem.
Bom, mas a principal razão foi eu não me sentir bem comigo, então consultei um endocrinologista e comecei a minha RA, perdi 8 Kilos em 3 meses, a partir daí não voltei ao endocrinologista e apenas mantive a RA com o apoio de algum exercício físico (que na altura) era mínimo.
Entretanto como ainda não estava no meu “peso ideal”, e os pneus ainda me incomodavam decidi fazer pesquisas on line e descobri que existia uma comunidade de apoio à perda de pesa fenomenal, decidi tentar juntar-me e hoje sinto que estou totalmente integrada e que sempre que necessitar da v/ ajuda, seja para o que for, vou com certeza encontrá-la.
Aproveito para agradecer a todas (e ao Jorge) o apoio que me têm dado, é graças a vós e aos vossos conselhos que tenho conseguido seguir no caminho certo.

Ao longo de todo este percurso fui conhecendo o meu corpo e descobri que a minha ligação com a comida é emocional, ou seja, eu como quando estou ansiosa, stressada, desanimada, tenho vindo a tentar controlar tudo isto e também tenho tentado aumentar a quantidade de exercício físico realizado.
A verdade é que antes do meu rebento nascer eu fazia 7 horas de ginástica por semana, mas agora não consigo deixar de achar que ela precisa mais de mim e por isso opto pela Bicicleta em casa e outros exercícios que possam ser feitos quando ela vai dormir. São escolhas, todos temos que as fazer e eu fiz as minhas. Não estou descontente, pelo contrário acho que estou no caminho certo, embora sinta que ainda há muito trabalho a fazer a nível de RA, mas eu estou cá para isso e sem dúvida é o que vou fazer!!

Portanto o futuro é esse seguir em frente, de cabeça erguida e nunca desistir.

Beijos

7 comentários:

Bintxa disse...

Gostei muito de "ouvir" a tua história. Realmente esta comunidade é de um apoio fenomenal e todos sabemos que podemos contar uns com os outros. Bjkssss e força.

EA disse...

Olá querida :)
Parece tb que os homens e segundo estudos científicos não ajudam as mulheres no campo do emagrecimento, parece que toda mulher que casa ou namora engorda lolol
Força querida e que consigas atingir o teu objectivo de forma consciente e é claro que estamos todas unidas com o mesmo intuito, sentirmo-nos bem e ajudarmos!

beijinhos

gotinha a cores disse...

Olá!
Uma história muito familiar, sem grandes problemas de gorduras extras na infância e adolescência, mas depois casamos temos as nossas crianças há outras prioridades e tudo muda nê?
Mas estás no caminho certo querida e podes crer que esta comunidade light é deveras fantástica e estará sempre pronta a apoiar e ajudar sempre que solicitarmos auxilio.
Um beijo e fica Bem

Ana Bastos disse...

encontraste o caminho que melhor te sentes. Estás com IMC normal, mas se há
a arestas a limar ... força e determinação para conseguires!!!

bjinhuxxx

luxas disse...

Olá, esse tua historia é bem parecida com a minha, mas ao contrario de ti engordei sem ter nenhum filho ainda, e o pior é que nem sei de onde isto vem. Estou a pensar pedir ajuda a um profissional, mas tenho medo de não seguir á risca o que me mandam.

Não sei bem o que fazer,mas vou pensar melhor

Buxi disse...

olá!
Eu também ja pesei 75 kg embora na barra diga menos porque foi quando comecei "oficialmente" a dieta. A internet podem dizer mal, mas que acho que é uma fonte de conhecimento e só nos traz vantagens em pesquisar. No nosso caso trouxe :)
Bjokas!!

Anónimo disse...

Pois, a ansiedade também me faz comer comulsivamente. Desde que tenho o blogue tenho-me controlado imenso, por isso percebo bem o que dizes. Para mim o blogue é uma ajuda e tanto, principalmente os comentários que me deixam.
Eu ao contrário de ti sempre fui gorda, consegui emagrecer, e, por uma questão de nervos voltei à compulsão e voltei a engordar uns 20kg, mas agora estou de volta e planeio ter bem mais cuidado.
Desejo-te muita sorte e sei que vais conseguir chegar onde queres ;o)