sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

1.ª Pesagem 2009

Olá,

Gostava de poder explicar, mas não consigo...
Não consigo explicar o porquê de estar desmostivada, sem vontade de fazer exercício, sem vontade de deixar de comer bolachas e bolachinhas, sem vontade de nada...
Sinto-me sozinha, sinto que por mais que reme nunca vou conseguir chegar a bom porto. Porquê? Porque eu não consigo mudar os outros, os outros é que têm que ter força de vontade para mudar, e sinceramente isso não está a acontecer e eu sinto que estou a 1mm do meu limite e pronta a explodir.
Vou explicar melhor, sou casada à +/- 6 anos, tenho um rebento de 3. Convém dizer que se fosse hoje não voltaria a casar, fosse com quem fosse, preferia cada um na sua vida. Faço tudo sozinha, acordo o rebento, lavo, visto, dou o pequeno-almoço, levo à creche, vou trabalhar, vou buscar o rebento à creche, faço o jantar e por fim deito o meu rebento. Não acho isto justo, quando me casei foi com a intenção de partilhar e não de me tornar uma escrava.
Já lhe disse várias vezes que as coisas não poderiam continuar desta forma, liga à terra, define objectivos que nunca cumpre e eu estou mesmo muito perto de colapsar.

Por isso me sinto assim, sem motivação para nada, porque afinal eu não tenho tempo quase para respirar, ainda tenho que me desdobrar em mil, para tratar da casa e de tudo, enquanto sua Ex.ª só se dedica ao seu trabalho, assim não há condições. Já não sei que faça mais, já tive várias conversas com ele e de nada valeram, ele não muda é uma bola de gordura preguiçosa que não sabe fazer mais nada senão dedicar-se ao seu trabalho. Peço desculpa pelo termo, mas só já me apetece insultá-lo, mais nada... Chego ao ponto de já não saber o que sinto por aquele ser, de pensar se vale a pena manter toda esta pompa e circunstância, na tentativa de manter o meu rebento mais feliz. Será que assim é realmente mais feliz?
Já não tenho resposta, não sei o que dizer, sei que estou triste e desmotivada, sem vontade para nada a não ser desaparecer da face da terra.

A Balança mostrou 57.

Bom fim de semana

4 comentários:

Buxi disse...

Se eu soubesse o botão que faz mudar os homens acredita que te dizia. Mas infelizmente não sei :(
Bjokas e animo.

Anónimo disse...

Estás numa situação deveras complicada. Percebo-te bem, embora não se passe o mesmo comigo, porque a situação não é a mesma.
Se conversas não vai lá, encosta-o à parede. E passa a fazer as coisas só para ti e para o teu rebento, pode ser que ele acorde.
Uma coisa é certa, tens que procurar ser feliz, pensar mais em ti (fala o roto para o esfarrapado...). se não te sentires feliz isso vai passar para o teu rebento. Essas coisas sentem-se.
Beijinhos, força e boa sorte.

Algodão Doce disse...

Olá linda.
LAmento que te sintas assim...mas não é justo!
A vida é curta demais para te sentires assim...
Penso que de uma vez por todas tens de o encostar à parede.
Sei que falar é fácil principalmente quando tenho um marido um pouco diferente, só não faz mais porque eu estou em casa.

Espero que tudo se resolva porque isso não é vida e o teu Pimpolho vai acabar por perceber a tua tristeza.

Beijinhos doces e um bom fim-de-semana, no quentinho

Algodão Doce

jorge_m. disse...

Olá!

Realmente é uma situação bastante complicada, só vivendo para saber o que fazer, e hoje em dia com o stress do trabalho e tudo mais as pessoas parece que se esquecem do mais importante, a família.

Não te esqueças que o mais importante é seres feliz, tu e o teu rebento, ele estará feliz se tu estiveres! Não adianta nada deixar o tempo passar, tenta resolver as coisas agora.

No outro dia estava a ver um filme, e eles estavam a dizer que o problema das pessoas actualmente é a falta de comunicação, e por vezes é o não se falar o que se sente na hora. Parece que não, mas é verdade, uma pessoa começa a construir um sentimento negativo em relação à pessoa que nos fez algo, e se nós não verbalizamos é pior.

bjs e força!